Atendimento Online:

Leonilda Brunet passará por ano de estagnação


Administração ressalta que comunidade deve cobrar dos Deputados Estaduais e Federais para que se revejam leis para que hospitais não venham a ter mais problemas que os existentes

O ano de 2012 está iniciando de forma cautelosa para o Hospital Leonilda Brunet, HLBL, de Ilópolis. Segundo o Administrador da Casa de Saúde, Fernando da Gama, e da Administradora, Irmã Ivone Damolin, os trabalhos estão em ritmo normal, porém, a situação não é das mais agradáveis quando se fala em situação financeira e essa se deve pelo aspecto de o SUS remunerar com problemas o hospital. Segundo Fernando, a remuneração que o Sistema Único de Saúde repassa não cobre os gastos reais do Hospital, são cerca de 60% a menos de repasse, ou seja, se um paciente utilizou R$ 1000,00 em procedimentos médicos e internação, o SUS paga somente R$ 400,00 com isso, um déficit de R$ 600,00 que recaem sobre o orçamento do Hospital.
“Com essas dificuldades é obvio que os municípios têm que contribuir, com isso, realizar repasses para os hospitais” disse Fernando. “Está muito difícil, os profissionais médicos não querem mais atender através do SUS, e se não houver complementação não existirá mais atendimento” completou. O administrador ressalta que esse relato é em relação ao HLBL, mas se visualiza em 99% das casas de saúde do Estado e até do País.
Quanto ao município de Ilópolis, Fernando garante que o gestor público está cumprindo com a sua parte e mantendo o compromisso de auxiliar o hospital.
O Hospital de Ilópolis vinha em um crescimento fantástico nos últimos anos, sendo considerado inclusive referência em atendimento na região, mas Fernando garante que a partir de agora haverá uma redução no crescimento, tudo para manter as contas em dia e com isso, a manutenção dos compromissos existentes. “Vamos reorganizar a casa para manter o atendimento no nível que sempre mantivemos” ressaltou.
Mesmo com as dificuldades encontradas a Direção da Casa garante que ao menos uma novidade será apresentada a sociedade que é o novo mamógrafo que será instalado. “A máquina deverá chegar ao Brasil essa semana, esse sim será o investimento que já estava programado e com esse investimento também teremos mais uma importante renda para os cofres da instituição” comentou. Vários são os municípios conveniados para a utilização do mamógrafo de Ilópolis, o que tem garantido uma rentabilidade importante. “São 150 mamografias ao mês para o SUS, e pacientes vindas de todos os municípios dessa região, mais Fontoura Xavier, São José do Herval, Boqueirão do Leão, entre outros. Para o aspecto mamógrafo o Administrador salienta que a UNIMED é a única que não está conveniada e cabe aos usuários do plano que solicitem à empresa que realize o convênio para com o HBLB.
Por fim, Fernando e Irmã Ivone lembram que o crescimento do Hospital é tanto que é uma das únicas casas de Saúde, nesse tamanho, que possui uma sala de UTI, pois é um quarto especial com uma série de equipamentos que dão uma sobre-vida para pacientes que tenham por ventura problemas graves de saúde. “Foi um investimento importante, não visualizando o aspecto financeiro, mas social, pois já algumas vidas foram salvas nesse quarto, que está à disposição há alguns meses apenas”, comentou.
A princípio não existem motivos para que a comunidade venha a ter preocupação com o Hospital, “O município está bancando sua parte, estamos com nossas ações bem previstas, com isso, e a princípio, não é necessário pânico na comunidade, mas que cada cidadão cobre realmente de seus Deputados Estaduais e Federais, que esses busquem saída para os problemas da saúde a nível nacional” finalizou.

Fonte; Jornal Notiserra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital