Atendimento Online:

Em busca de alternativas para os Vovôs e Vovós da região

Uma grande preocupação da maioria das pessoas é ‘O que será de mim na velhice’ com as velhas perguntas quanto a cuidados, onde ficar, se adoecer como será o tratamento, será que os meus olharão por mim, perguntas que praticamente todos já se fizeram na vida. O mais engraçado é que algumas pessoas se fazem essa pergunta e esquecem que tem dentro da família idosos que estão abandonados, jogados, com isso, se tornando um ‘fardo’ para si e os seus.
Em Arvorezinha estima-se que aproximados 15% da população, ou seja, em torno de 1600 são idosos. Mas os dados são referentes ao senso do IBGE de 2010. Além desse número, 26,8% são de pessoas na faixa etária de 40 a 59 anos e logo estarão passando para a estatística de idosos, o que deverá aumentar em muito o percentual inicial.
Sensibilizados na busca de alternativas, principalmente para os idosos mais carentes e acamados, está se buscando uma alternativa no intuito de se criar um Asilo e ou uma casa de passagem.
Para tanto, na noite da terça-feira, três de abril, aconteceu uma reunião do Lions Clube, junto a esses, estiveram Promotor de Justiça Dr. Paulo Estevão, Juiz Dr. Miguel Carpi Nejar, Comando da Brigada Militar, Médicos, Entidades e vários Empresários que debateram a problemática de não existir uma casa de abrigo na cidade.
Todos compreenderam a real necessidade da criação de dois espaços, um para abrigar os idosos que possuam doenças mais graves, com isso um atendimento diferenciado. Já o segundo espaço seria justamente um Asilo.
Estuda-se também a possibilidade da criação de um centro de atendimento regional, o que ainda está em debate.
Entre as sugestões apresentadas pelas lideranças está em que o LIONS Clube, que já realizou importantes projetos como as casas mortuárias, realizem campanhas, ou seja, literalmente abracem a causa e construam esse espaço.
O próximo passo será o de procurar também o Prefeito José Scorsatto que não participou da reunião, para saber qual será o apoio do município e ainda, aguardar as próximas reuniões do LIONS para saber da viabilidade de apoio da entidade.
Atualmente Arvorezinha tem cinco pessoas internadas em Ilópolis, mais 08 em Soledade, um em Passo Fundo, um em Taquari e um em Cachoeira do Sul, todos distante de suas casas e famílias, o que piora em muito a vida dos internos que nem mais suas raízes estão próximas.
“Será uma batalha muito longa, mas esperamos alcançar sucesso, temos que contar com todos, Prefeituras, Comarca, Empresários e sociedade como um todo” frisou a Assistente Social de Arvorezinha e uma das organizadoras da reunião Sônia Baldiserra.

Fonte; Jornal Notiserra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital