Atendimento Online:

Pedestres e Condutores devem se adaptar a nova realidade

Existem problemas quanto à localização de algumas faixas que não são contínuas, impedindo assim que se atravesse plenamente de um lado a outro

Desde que foi inaugurado o asfalto na Avenida Barão do Rio Branco de Arvorezinha, uma nova forma de conduzir um carro ou do pedestre em atravessar a avenida devem ser feitas por quem utiliza a via.
A Administração Municipal, além da obra de asfaltar também colocou a sinalização, e de forma amplamente visível o que é muito positivo. Com essa sinalização, muda a forma em que se utiliza a via, pois, principalmente nos locais que existem faixas de pedestres, todo o motorista é obrigado a parar para que um transeunte passe em sua frente.
Diz o código de trânsito brasileiro que “Em existir uma faixa de pedestre, esse terá preferência em relação aos veículos automotores” isso inclui motos.
Portanto, toda a vez que um pedestre se aproximar da faixa de segurança, indiferente qual delas, o motorista é OBRIGADO a, primeiro, reduzir a velocidade e parar antes da faixa branca contínua, porém, é imprescindível que o pedestre também sinalize com a mão a sua intenção de atravessar a via, apesar de ter a preferência, o pedestre não é dono total da faixa de segurança, deve também sinalizar para após atravessar.
Com o tamanho, largura, enfim, a Barão do Rio Branco é considerada uma via importante e de grande tráfego e antes que acidentes ocorram é importante que todos se entendam quanto quem tem razão e onde.
Fica ainda a dica para que os pedestres não atravessem também fora das faixas, a Administração se empenhou em colocar várias faixas espalhadas pela Avenida, portanto, utilize-as e aos motoristas, que reduzam a velocidade e pare em frente à faixa e deixe que o pedestre exerça o seu direito.
Quanto à velocidade, não esqueça que o máximo permitido na via é de 40 quilômetros por hora em toda a sua extenção.
Por fim, um aspecto que chama atenção nas faixas de seguranças que foram recentemente pintadas na Barão do Rio Branco é quanto a algumas que acabam no canteiro central e não há passagem de um lado para o outro, um cidadão em sã saúde ultrapassa o obstáculo de forma tranqüila, mas um cadeirante teria sérias dificuldades, portanto, muitas dessas faixas foram pintadas sem um projeto de trafegabilidade, o que deveria ser revisto, ou o acesso de um lado para o outro que não existe ou a mudança da localização da faixa.

Fonte; Jornal Notiserra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital