Atendimento Online:

História digna de filme


Uma história digna de ser retratada em filme ou livros, assim é a história de Maria Madalena Flora Maciel, 57 anos que foi encontrada em Roca Sales ainda no início do mês de abril.


Para contar essa história completa seriam necessárias várias páginas, mas de forma resumida, e ainda não oficial, o porque saberemos mais adiante, Maria saiu de casa a mais de 20 anos, moradora de Guarapari, porém, com registros também na cidade de, Dores do Rio Preto, Espirito Santo, caminhou todos esses anos por lugares ainda desconhecidos, perdidos em uma memória não mais tão ativa pela falta de cuidados, exposta aos mãos tratos das ruas e da dura vida dessa longa trajetória que a trouxe até Roca Sales.
Quanto a história recente, ela inicia pra Maria no dia 2 de abril, quando a BM foi acionada por uma cidadã de Roca Sales, pois existia uma andarilha, agindo de forma estranha pelas ruas, a BM não mais localizou essa senhora, mesmo assim as procuras continuaram onde a Assistente Social do CRAS de Roca, Carine Petter, então localizou essa mulher, a levou até o hospital Roque Gonzales, onde na manha seguinte dona Maria fugiu novamente.
Fora montada mais uma vez uma ação de busca, com isso, Dona Maria mais uma vez localizada, levada ao CRAS com o apoio da Secretária de Saúde Cleunice M. V. da Silva e da Psicóloga do Hospital Leticia Henz, que conseguiram internar a então andarilha junto ao setor de Saúde mental.
Como essa possuía apenas roupas do corpo, portanto, sem documentos, iniciou-se uma busca.
O trabalho de levantamento de dados, buscas na internet e localização final dos parentes foi uma ação conjunta entre Assistente Social e Psicóloga que localizaram através do Orkut de uma parente sua, na cidade de São João do Meriti, Espirito Santo, familiares.
Segundo Carine, essa relata que por pouco não desistiu da procura, “Foi muito cansativo, quase exaustiva, foram dias e mais dias de procuras, levantamento de dados que não conferiam, nomes que não estavam corretos, em fim, por pouco desisti e deixei assim, mas já nos esforços finais localizamos esses parentes” disse.
A História começará a ser conhecida realmente a partir da tarde dessa quarta-feira, quando chegam a Roca Sales os parentes que conduzirão de volta a Capixaba, como assim são chamados os nascidos no seu estado, mas não sem antes relatarem a história, portanto, só nos próximos dias é que saberemos quem é a Maria Madalena Flora Maciel, que há 20 anos caminha pelas estradas do Brasil e quem sabe de até outros países, mas um relato seu há de ser levado em consideração, quando Madalena fala que andou sem paradas por que nunca obteve uma ajuda de um órgão público que ao invés de lhe dar apoio, na busca de volta para a casa, a mandavam para mais longe, para se verem livres do ‘problema’.
A Andarilha lembra alguns lampejos de sua vida, 4 filhos, mas nenhum com contato com a família, um marido que a agredia e o principal motivo de sair de casa, mas essas lembranças foram surgindo só após o carinho dos responsáveis pela Saúde de Roca Sales que com um gesto de amor e humanidade para com o próximo, puderam ofertar um mínimo de dignidade para uma pessoa que nem vida mais sabia o que era.
Fica aqui o exemplo, não da andarilha, mas da ação das pessoas que sem nenhum interesse juntaram as peças de um quebra cabeças e oxalá o amor de uma família.
As cenas dos próximos capítulos não mais estão ao nosso alcance e torcemos para que as noticias que chegarem sejam de uma vida estabilizada e com todo o acompanhamento médico e principalmente psicológico a essa nova/velha cidadã brasileira.

Fonte; Jornal Notiserra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital