Atendimento Online:

Dá pena de ver

Entidade que já foi uma das maiores de Arvorezinha está abandonada, inclusive, por segurança, prédio deveria ser interditado, pois a qualquer momento poderia vir a ruína completa, ao menos, essa é a sensação que se tem ao entrar no local.

Dia 7 de fevereiro de 1979, uniram-se 90 arvorezinhenses, juntaram forças, criaram estatuto, fizeram as leis, juntaram os valores devidos e fundaram o ‘Clube de Caça e Pesca de Arvorezinha’. Entre os seus sócios pessoas das mais distintas famílias, ainda trabalhadores comuns, agricultores, entre muitos outros e, o primeiro Presidente oficial da entidade e fundador consta o nome de Arlindo Zatt. O Clube alcançou em pouco tempo a quantia de 225 sócios.
Os anos foram passando, muitas festas, muitos casamentos, muitos aniversários, qual cidadão que não tenha alguma vez participado de um evento no local, difícil. Os primeiros de maio, quantas e quantas lembranças aos trabalhadores. Existem registros em ata que ocorreram eventos tão grandes no dia 1º que foram carneadas 5 cabeças de gado para alimentar tamanha multidão.
Mais alguns anos passados, chega-se aos 33 anos, e o prédio ruiu, sim, para a tristeza de muitos que passam pelo local, linha Gramado, o que resta é apenas um casarão fantasma, abandonado pelo tempo, abandonado pela sociedade como um todo.
Atualmente não existe mais um presidente da entidade, somente Vitorino Fachinetto, que é o Presidente da Comissão eleita para definir o futuro do Clube. Segundo Vitorino, “A decisão do que fazer deverá se dar nos próximos dias, mas, para nossa idéia, queremos alugar, ou Permutar o local, vamos ceder para um empresário que pretende fazer uma cancha de bocha no local e em contra-partida, pretendemos criar uma sede no centro de Arvorezinha” comentou.
Dentro do patrimônio do Clube também está um açude que fora doado pelo morador e sócio Agostinho Fornarie, porém, esse açude só servirá a sociedade em uso fruto, no caso do encerramento da entidade, o açude volta a pertencer aos Fornarie.
Fachinetto lembra ainda que por diversas vezes procurou a Administração Municipal, mas não obteve respaldo até o momento, mas que voltará para ter com o Prefeito José Scorsatto, quem sabe, uma definição diferente quanto ao local.
Ainda no mandato passado o então Secretário de Turismo e Cultura de Arvorezinha, Rubens Oliveira, apresentou um projeto que transformaria o Clube em uma vila temática italiana, com resgate histórico da cultura do povo, com menções a religiosidade, aproveitando a gruta que existe no local, o próprio prédio serviria para abrigar um museu, seriam criadas outras casas típicas, em fim, o complexo todo seria utilizado. “Lembro que o projeto inclusive previa cobrança de ingressos, o que auxiliaria na manutenção do local, mas infelizmente nada aconteceu por vários motivos” lembra.
A situação atual do prédio é caótica, pouco, ou muito pouco pode ser aproveitado do prédio, pois, ouve rebaixamento do telhado, colunas centrais caíram, a cozinha está sem nenhum telhado, muitas telhas, tanto Brasilit como de telhas de barro, estão quebradas, os banheiros não restam nada. Já na parte externa as churrasqueiras ainda não foram totalmente afetadas, mas não agüentarão por muito tempo sem que ocorra uma ação emergencial. O pátio necessita roçada. A única parte intacta é na Gruta que permanece perfeita, porém, o capitel está sem cadeado, com isso, a imagem que está no alta está a mercê de vândalos.
Por fim, as autoridades devem interditar de forma urgente o local antes que algum problema maior ocorra, pois, existem sinais de que pessoas estão utilizando o local para fins inapropriados, havendo garrafas, tocos de cigarro e preservativos espalhados por várias partes.

Fonte; Jornal Notiserra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital