Atendimento Online:

Não vacinas, mas também não existe surto

A Secretaria de Saúde de Arvorezinha relata que não está com doses da vacina H1N1 disponiveis, porém, e segundo a Coordenadoria de Saúde de Lajeado, não existe o por que da cidade inteira buscar a vacinação pelo aspecto que não existem casos de gripes infeccionas registradas na região.
Segundo o Enfermeiro Guilherme Pinheiro, Arvorezinha está fora da zona de Risco “A situação é tranqüila, não existe o porque a comunidade se preocupar, tanto que temos à disposição o medicamento Tamiflu, que é recomendado em casos de suspeita de gripe, no município não tem ninguém tomando essa medicação” comentou o Enfermeiro alegando com isso, que a cidade está com certa tranqüilidade, uma vez que o uso desse medicamento já está como diário em outras cidades onde existem pessoas com sintomas.
Guilherme ressalta que o principal cuidado que as pessoas devem ter para esse momento é quanto à ‘Etiqueta respiratória’ que consiste em ao tossir, que a pessoa faça isso virando o rosto para o lado contrário das demais pessoas que estejam a sua frente, ou ainda usando um lenço, mesmo pondo o braço em frente ao rosto, ainda, o aperto de mão deve ser evitado, beijos, abraços, toques entre as pessoas, en- fim, o contato direto deve ser esquecido nesse período, evitando assim que o vírus possa ser transferido de uma pessoa para outra.
Arvorezinha além de não ter nenhum caso registrado, também está fora de uma região que tenha óbitos em virtude do H1N1, porém, Encantado registrou um óbito, mas há de se considerar que esse era um homem cardiopata, ou seja, com problemas crônicos de coração, mais propenso a esse tipo de enfermidade.
Guilherme reitera que a cidade não tem nenhuma dose da vacina contra a gripe a disposição, porém, até o final dessa semana novas doses deverão ser enviadas pela Coordenadoria de Saúde, “Mas essas doses servirão para os grupos de risco, ou seja, Idosos, crianças de 6 meses a 2 anos, gestantes e profissionais da área da saúde, além dos crônicos que são os cardiopatas, diabéticos, asmáticos, pessoas que fazem hemodiálise, Quimioterapia, Rádio Terapia, portadores de HIV, entre mais alguns doentes. Mas esses deverão possuir uma indicação médica para também receber a vacina” comentou.
Até o momento Arvorezinha tem o percentual de 78,88% dos grupos de risco vacinadas, sendo que crianças são 95,89%, profissionais da área da saúde 77,44%, Gestantes 71,23% e idosos 77,81%.
Nos próximos dias as agentes de saúde estarão iniciando uma campanha de visitação de casa em casa no município para levar informações, principalmente quanto as Etiquetas Respiratórias, ao mesmo tempo, detectar possíveis casos de gripados no município.
Os principais sintomas da h1n1 são:
- Febre de início súbito (superior a 38ºC);
- Tosse;
- Dores de garganta;
- Dores musculares;
- Dores de cabeça;
- Arrepios de frio;
- Cansaço;
- Diarreia ou vômitos.
As pessoas que apresentarem esses sintomas deverão de forma urgente procurar o posto de saúde e o atendimento será prioritário, assim que chegar na unidade, identifique-se, informe os sintomas que o atendimento será prioritário.
Fonte; Jornal Notiserra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital