Atendimento Online:

Depois de 31 anos, Jurandir se despede da Emater/RS-Ascar

Foi no dia do Colono e Motorista, 25 de julho, que o Técnico em Agropecuária Jurandir José Marques se despediu, encerrando um longo ciclo dentro da Emater/RS-Ascar. Na última quarta-feira, dia 25, Marques deixou a empresa após 31 anos de dedicação aos produtores rurais.
Atualmente, ele chefiava o escritório no município de Ilópolis onde estava locado há quase oito anos. Antes disso também passou pelos municípios de Putinga, Relvado, Lajeado, Venâncio Aires, Farroupilha e Arvorezinha onde foi vereador e também prefeito na gestão 1997/2000.
Em clima de nostalgia, Marques anunciou seu desligamento da empresa durante evento que rendeu homenagens ao homem do campo e da estrada, bem como contou com a presença de colegas de trabalho e da comunidade local. Lembrou da trajetória que se prolongou por mais de três décadas e do trabalho em prol dos produtores da região.
Durante este período, coordenou inúmeras reuniões que resultaram em novidades e conquistas para os agricultores, buscou junto dos governos, universidades, escolas, técnicos, engenheiros, entre outros profissionais – e também por meio de estudos – alternativas que se mostraram viáveis e melhoraram a qualidade de vida da população, em especial da situada na zona rural.
De origem humilde, Marques optou por cursar um curso técnico. Na época, escolheu o Colégio Bom Pastor, de Nova Petrópolis, que formava técnicos em agropecuária. Formou-se em 1979 e, logo depois, passou no concurso da Emater/RS-Ascar e ingressou na empresa de extensão rural.
Orgulha-se em poder ter convivido com diversas pessoas diferentes e pelos amigos que cultivou ao longo destes 31 anos. Enumera que, no decorrer de sua vida profissional, conquistou títulos através de cursos, seminários e demais eventos que agregaram ainda mais conhecimento à sua vida.
Além do saudosismo, leva as pessoas com quem pode se relacionar, os ensinamentos e aprendizado que teve.

Novo desafio

Marques deixou a Emater/RS-Ascar para participar de um novo projeto da Ervateira Valério, de Arvorezinha. Nas atividades desde o dia 26, ele será encarregado em dar suporte e assistência técnica aos produtores de erva-mate assistidos pela indústria. Sobre o novo desafio, explica que acredito na proposta e no foco da empresa. “O trabalho vem de encontro a aquilo que acredito, que é a erva-mate. Acredito no desenvolvimento social, cultural e ambiental sustentável; na cadeia produtiva da erva-mate e contribuir com as famílias que são parceiras da empresa Valério me deixa bastante motivado.”

 

Fonte; Jornal Notiserra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital