Atendimento Online:

Gremio marca gol logo no inicio e vence inter no Beira-Rio e assume terceiro lugar no campeonato

Todo o Gre-Nal é inesquecível mesmo sendo debaixo de chuva como foi no último domingo, dia 26, num estádio que estava com parte interditada em função de obras. O Grêmio abriu o placar aos 07 minutos do primeiro tempo, com um gol de Elano que decidido em uma falha do goleiro do Inter, Muriel.

O Gre-Nal 393 ficará na memória de todos, pois talvez nunca mais aconteça um confronto nessas condições. Com barro, escombros, retroescavadeiras no pátio e torcida apenas no anel superior, os tricolores certamente guardarão o confronto por mais tempo na memória, afinal saíram vencedores.

O Grêmio segue subindo na classificação, para então consolidar a trajetória rumo à Libertadores do ano que vem e manter o sonho demais um título. Com 37 pontos, o Tricolor assumiu o terceiro lugar, passando o Vasco que foi derrotado pelo Fluminense no sábado. O Inter  permaneceu em quinto lugar na tabela, com 31 pontos, quatro atrás do G-4 e a seis do maior rival, o Grêmio.

Antes de a bola rolar, um rápido adendo. Com as obras de modernização do Beira-Rio para a Copa de 2014, foi autorizada a entrada do público em jogos apenas no anel superior. A capacidade reduzida do estádio foi alvo de polêmica na semana, já que o Grêmio queria mais ingressos do que a Brigada Militar havia recomendado. No fim, conseguiu colocar mil tricolores, contra menos de 10 mil colorados, que poderiam ser um pouco mais se a chuva tivesse dado uma trégua em um domingo mal-humorado, com cara de 0 a 0. O cenário em obras também não ajudava. O jeito foi apelar para a tecnologia: caixas de som no gramado reproduziram o som da torcida, para amenizar a distância.

O Gre-Nal começou bem antes da saída dos vestiários, na divulgação das equipes. Fernandão, técnico iniciante, em seu primeiro clássico, apostou no mistério durante a semana e realmente surpreendeu. Inspirado nas máquinas que reformam o Beira-Rio, reconstruiu o meio-campo colorado ao sacar Dátolo e apostar em Kleber deslocado para o setor. Vanderlei Luxemburgo parece ter aprendido com o jogo passado, em que escondeu a escalação e saiu derrotado. Com o time mais bem acabado, confirmou por antecipação a equipe e não mexeu nas laterais, fixando Pará e Anderson Pico.

Se não mudou peças, o Inter alterou a postura. Começou o segundo tempo alugando o campo do Grêmio. Não deu um minuto e estava quase empatando. Kleber cruzou, Grohe afastou parcialmente, e Forlán só não igualou o placar porque Fernando conseguiu interceptar o lance.

O problema é que, apesar do maior volume de jogo, o Inter não conseguia criar tantas chances. Apostava nos cruzamentos para a área ou chutes de longe, sem direção. A pressão ganhou ares de massacre, porque o Grêmio não mantinha a posse de bola, dificuldade surgida desde a saída de Elano.

Luxemburgo, então, tentou apostar nos contragolpes em velocidade. Sacou Marcelo Moreno e colocou Leandro. A ideia pareceu promissora quando o Gladiador lançou o jovem, de quatro gols no Brasileiro, que só parou na saída arrojada – e desta vez correta – de Muriel.  Fernandão também resolveu mexer cedo no time, colocando Dagoberto na vaga de Kleber. Ainda sem mudança de placar, o técnico foi além: cotado para ser titular, o meia Dátolo ingressou no lugar do volante Ygor, aos 26 minutos. O questionado Naldo precisou entrar no Grêmio, já que Werley saiu lesionado.

No troca-troca do Gre-Nal, Luxa parece ter levado vantagem. O Grêmio melhorou no ataque e aumentou sua posse de bola. Com Leandro, conseguiu aos 29 minutos uma verdadeira proeza: o primeiro escanteio do time no clássico, depois de quase uma dezena de tiros de canto do rival. Mais do que uma simples estatística, era um sinal, de que o gol, conseguido cedo, aos sete minutos do primeiro tempo, por um jogador que atuou apenas 15, foi determinante para a estratégia tricolor.

No Gre-Nal das obras, o time mais bem acabado venceu. O Tricolor põe mais um tijolo na consolidação de sua posição no G-4, onde está há dez rodadas seguidas. Enquanto isso, a palavra de ordem no Inter é reconstrução, em todos os sentidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital