Atendimento Online:

PRODUÇÃO DE LEITE COM POUCA MÃO-DE-OBRA

“Com a evolução da tecnologia e a busca por adquirir produtos de melhor qualidade, o
produtor rural necessita desenvolver cada vez mais técnicas tanto na área de produção como também no gerenciamento financeiro de sua propriedade”.

Muito diferente de anos anteriores, quando para produzir leite era necessário muita Mão-de-obra e grande área de terra para produzir pastos, hoje, com pouca área e serviço se consegue produzir muito leite. O uso de um equipamento de ordenha adequado e que respeite a fisiologia do animal que está sendo ordenhado é um dos grandes responsáveis pela extração de leite com qualidade. Ao utilizar um equipamento mal dimensionado ou desregulado o produtor estará colocando em risco a saúde do úbere das suas vacas e por conseqüência comprometendo a qualidade do leite a ser ordenhado. Por isso é muito importante escolher um equipamento de um fabricante que siga as normas técnicas mundiais para a fabricação de equipamentos de ordenha. Na propriedade de 15 hectares de Mauro Casagranda, localizada na comunidade de Linha Santos Filho Arosi, em Anta Gorda, o produtor dispõe de um plantel de 50 animais, sendo que desses 50 animais 30 estão em lactação, produzindo uma média diária de 22 litros de leite por animal. Segundo o produtor Mauro Casagranda, não é difícil produzir tento leite com uma área de 15 hectares de terra. “Nós trabalhamos com sistema semi-confinado, ou seja, nesse sistema o gado perde menos energia se deslocando para se alimentar, o que gera mais produção de leite” explicou. Mauro disse também, que hoje os equipamentos ajudam muito o produtor, pois torna o serviço bem mais rápido e prático. “É de extrema importância o produtor hoje dispor desses equipamentos, pois sem eles, se tornaria quase inviável a cultura. Hoje cada vez mais com o aumento tecnologia, o produtor tem menos mão de obra, o que acarreta mais lucro e menos serviço” finalizou. Segundo o produtor Elmir Lamperti, morador da Linha Doutor Felizardo Junior, morro Girotto, no município de Anta Gorda, hoje ele dispões de quase 70 hectares de terras, entre as suas propriedades e outras propriedades alugadas. Segundo Elmir Lamperti, hoje o produtor dispor de equipamentos para a extração leiteira, reflete diretamente em ganhos reais, ou seja, no momento em que o produtor perder mais tempo na ordenha, esse tempo que ele esta perdendo, ele poderia estar cuidando de um erval, cuidando de uma plantação de eucalipto, pode até estar cuidando de uma área a mais de pastagem, e não perdendo esse tempo na ordenha. “hoje eu estou produzindo entorno de 400 a 450 litros de leite por dia, com 20 vacas em lactação” explicou. Elmir disse também, que além da necessidade que o produtor tem de dispor de equipamentos para a realização dos serviços, é essencial também, que o produtor tenha um bom gerenciamento da propriedade, pois se não ele nunca vai saber se seu trabalho esta dando lucro ou prejuízo, por isso é muito importante também o produtor ter sua propriedade bem organizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital